Clínica de Psiquiatria Especializada no Tratamento de TDAH

>
Clínica de Psiquiatria Especializada no Tratamento de TDAH

Clínica de Psiquiatria Especializada no Tratamento de TDAH

Share on facebook
SHARE POST
Share on twitter
TWEET POST
Share on google
SHARE POST

O psiquiatra é o profissional da área médica mais qualificado para diagnosticar e tratar o TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade). É importante procurar uma clínica de psiquiatria especializada no tratamento de TDAH, visto se tratar de uma doença que mesmo não tendo uma cura plena, pode ter seus principais sintomas muito bem controlados com o acompanhamento de um especialista.

O TDAH é um transtorno neurobiológico que geralmente aparece na infância, antes dos 7 anos de idade, e acompanha o indivíduo durante toda a vida. Estima-se que cerca de 5% dos adultos tenham TDAH.

Trata-se de um tema que gera bastante dúvida e preocupação entre familiares, educadores e profissionais da área da saúde e que merece bastante atenção. Pelo fato da hiperatividade ser um sintoma comum em crianças com TDAH, acontecem diversos casos em que o transtorno é confundido com má criação, medo, ansiedade e pirraça por parte da criança.

A importância do tratamento médico para o paciente de TDAH

A exemplo de outras doenças, não apenas psiquiátricas, quanto mais cedo houver um diagnóstico, mais efetivo será o tratamento. Medicamentos e psicoterapias são as abordagens adotadas, e o psiquiatra indicará qual é o fármaco ideal para cada caso, assim como a dosagem satisfatória, a depender da idade e do paciente.

Os resultados são bastante eficazes e podem ser notados logo nas primeiras semanas de tratamento.

Meninos são relativamente mais fáceis de serem diagnosticados pelo fato da hiperatividade se revelar bem cedo, enquanto o diagnóstico nas meninas é mais comum após a chegada da idade escolar, quando começam a apresentar falta de atenção.

Sintomas do TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade) na infância

Os principais sinais de presença do TDAH incluem dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Alguns sinais a serem notados que ajudam a reconhecer o transtorno:

  • Desempenho ruim na escola;
  • Falta de atenção e interesse;
  • Excesso de fala;
  • Dificuldade de entender instruções;
  • Ansiedade;
  • Impulsividade.

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade) não possui ligação com fatores culturais ou conflitos pessoais/emocionais do indivíduo, ele é causado por algumas pequenas alterações na região frontal do cérebro, responsável pela inibição do comportamento e do controle da atenção.

TDAH em adultos

Adultos com TDAH geralmente têm outros tipos de transtornos psiquiátricos, como transtornos de humor, de ansiedade e transtorno de uso de substâncias. Essa combinação de transtornos certamente traz bastante dificuldades ao paciente, fazendo com que sua rotina cotidiana fique ainda mais desafiadora. Portanto, é essencial que ele frequente uma clínica de psiquiatria especializada no tratamento de TDAH.

15 sintomas do TDAH em adultos

Há casos em que a pessoa foi considerada uma “criança malcriada e de gênio forte” durante a infância, quando na verdade sempre foi portadora do TDAH. Porém, quando começou a ter que lidar com situações mais complexas que surgiram logo quando se tornou um jovem adulto, o transtorno ficou mais visível.

De acordo com que essas demandas da vida vão surgindo, os sintomas podem ficar mais claros. Entrar na faculdade, começar a trabalhar, sair da casa dos pais, são situações comuns e que podem ser bem desafiadoras para essas pessoas.

Alguns acontecimentos que podem sinalizar com que o indivíduo adulto esteja sofrendo com os sintomas do TDAH:

  1. Instabilidade profissional recorrente;
  2. Rendimento acadêmico e/ou profissional abaixo da capacidade intelectual;
  3. Falta de foco e atenção;
  4. Dificuldade de seguir rotinas;
  5. Sentimento de tédio;
  6. Maior incidência de acidentes de trânsito;
  7. Dificuldade de planejamento e execução das tarefas propostas;
  8. Procrastinação;
  9. Ansiedade ao ter que realizar tarefas não estimulantes;
  10. Dificuldades nos relacionamentos; relacionamentos instáveis;
  11. Frequente alteração de humor;
  12. Frequentes esquecimentos, perdas e descuidos para datas e reuniões importantes;
  13. Dificuldades para expressar suas ideias, colocar em prática o que está pensando/em sua cabeça;
  14. Frequente busca por novas coisas que o estimulem;
  15. Repetição de erros e falta de atenção com coisas simples.

Portanto, adultos também podem dar claros sinais de serem portadores de TDAH e assim como crianças, podem ser apenas taxados como pessoas de difícil convivência, gênio forte e outros adjetivos do gênero. Esses sintomas não devem ser subestimados.

Independentemente da idade, é essencial que a pessoa procure uma clínica de psiquiatria especializada no tratamento de TDAH.

AGENDE AGORA UMA CONSULTA

Atendimento online ou presencial em São Paulo.